Blog do Praetzel

Arquivo : Alexandre Mattos

Caso Felipe Melo desgasta Mattos no Palmeiras
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

Cuca se posicionou e determinou o fim da trajetória de Felipe Melo no Palmeiras. O jogador admitiu uma indisciplina com o técnico e se colocou à disposição da diretoria para uma conversa, preferindo permanecer no clube, algo improvável, após ofender Cuca, num áudio vazado ontem. E a direção?

O silêncio de Alexandre Mattos é sintomático. O executivo trabalhou forte de três a quatro meses para encaminhar a contratação de Felipe Melo, em 2016. Gastou horas em telefonemas e abriu o cofre para o volante desembarcar no Verdão. O reforço foi como um troféu para Mattos, superando a concorrência de outras equipes e trazendo uma espécie de líder do elenco e vestiário. Perdeu a queda de braço para Cuca. Tentou segurar Felipe Melo ao máximo, mas ouviu de Cuca: ou eu ou ele.

O episódio enfraquece o comando de Mattos e aumenta o desgaste entre as partes. Afinal, sete meses depois, o principal nome do planejamento, está deixando o Palmeiras, dispensado. Mattos apostou alto e perdeu. Agora, precisa se posicionar. Vai admitir o fracasso na contratação e apoiar o treinador ou vai tentar uma última cartada, fazendo valer sua opinião? Quanto mais o tempo passa e ele não fala, a situação se torna mais constrangedora.

O dirigente amado pela torcida e com dois títulos nacionais no Palmeiras, ficou numa sinuca de bico.

O blog tentou contato com Mattos, mas não recebeu respostas. Vamos aguardar qual será a postura do dirigente.


Mattos se diz satisfeito com elenco do Palmeiras, mas não descarta D. Souza
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

O Palmeiras dá um tempo no Brasileiro e volta suas atenções para a Libertadores da América. O Verdão enfrenta o Barcelona de Guaiaquil, nesta quarta-feira (5), abrindo as oitavas de final do torneio. O técnico Cuca acha que o time paulista vem evoluindo, depois de quatro vitórias consecutivas na competição nacional.

O blog entrevistou o diretor-executivo, Alexandre Mattos, a respeito dos desafios que virão e as chances de contratar novos reforços e Diego Souza – o atacante completou seis partidas pelo Sport e ainda pode atuar por outra equipe. Apesar de algumas declarações das pessoas envolvidas, a vinda dele para o Palmeiras ainda não está descartada.

O Palmeiras está pronto para encarar um mata-mata de Libertadores?

Eu acho que a gente está fazendo tudo para isso. Obviamente, sempre tem o que melhorar e isso é bom. Evoluir é bom. O Palmeiras vem evoluindo, encontrando seu jeito, seu melhor momento de jogar coletivamente e as coisas vão acontecendo. Está preparado, um jogo duríssimo, mas nós vamos muito fortes para lá, conseguir esse resultado que é difícil, mas sem dúvida alguma, fazer o nosso melhor.

São três competições importantes. Existe uma prioridade ou não?

Próximo jogo. Próximo jogo é Libertadores, vamos dar a vida lá. Depois, volta o Brasileiro e assim a gente vai levando até o fim.

A diretoria está atrás de novos reforços ou o elenco está formado?

Não. O elenco está basicamente feito. Todo mundo sabe e é público. Se aparecer algum atacante, mas sem pressa, nós estamos satisfeitos. A partida do Borja contra o Grêmio foi muito boa. As coisas estão evoluindo, não há um desespero com isso. A gente precisava de um volante, o Bruno fez sua estréia e foi muito bem, na minha opinião. Eu acho que a gente está bem formatado. Estamos atrás sim do ajuste final do coletivo. Na hora que o coletivo funcionar, o elenco vai fazer a diferença.

Estás satisfeito com o desempenho do grupo?

Muito. Muito satisfeito.

Diego Souza é página virada?

Não. O Sport colocou que não tem interesse nesse momento, por vários fatores. A gente respeita, se mudar alguma coisa eles vão avisar a gente. Se não, a vida segue. Nós estamos tranquilos com o que a gente tem.


Após Mayke e Juninho, Mattos nega outros reforços no Palmeiras, no momento
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

A chegada de Cuca deixou todos os palmeirenses empolgados para a disputa do Campeonato Brasileiro, Libertadores da América e Copa do Brasil. Na sua reestréia, vitória de 4 a 0 sobre o Vasco e aplausos de mais de 30 mil torcedores. Agora, será que o Palmeiras irá contratar mais reforços, além do zagueiro Juninho e do lateral-direito Mayke? O blog entrevistou o diretor-executivo de futebol, Alexandre Mattos, a respeito disso e do retorno de Cuca. Leia abaixo.

O que achaste do recomeço do Cuca, após a primeira vitória?

“Foi ótimo. Melhor impossível. Além da dificuldade do jogo, quem vê os 4 a 0, acha que foi um jogo muito fácil. Na verdade, foi um jogo bem competitivo. Em vários momentos, o Vasco estava melhor na partida, mas acho que o Cuca, aos pouquinhos, vai demorar um pouquinho, não muito tempo, mas ele vai começar a implementar algumas  diferenças que a gente já conhece, como a maioria dos jogadores já conhece. Acima de tudo, vibração, a vontade e especial também, o Borja, precisando de um pouquinho de confiança e ele resgata fazendo dois gols”.

A volta do Cuca é uma garantia de novos títulos ou isso não existe no futebol brasileiro?

“Absolutamente não. Já falei isso algumas vezes, quando me perguntaram. Não tem jeito de ter soberania. Só o Cuca que foi louco ano passado, falando que ia ser campeão antes. Na verdade, não. A gente sabe que o trabalho vai ser árduo, intenso, mesmo na hora que estiver em casa, vai estar pensando muita coisa. Tudo o que a gente já conhece do Cuca e sabe que que tem outras equipes difíceis. Na verdade, para muitos, não é o Palmeiras o favorito, o favorito é o Flamengo, eu escutei isso aí de muitos. O Palmeiras nem quer ser favorito, quer pensar jogo a jogo. Agora, temos que mudar a chavinha na quarta-feira, pensar no Inter, depois mudar de novo, pensar na Chapecoense. Fazer o que nós fizemos no ano passado, com muita tranquilidade, batendo os adversários difíceis e aí no final, se tudo der certo e Deus iluminar, a gente estará na frente”.

Você está viajando aos Emirados Árabes para contratar o Éverton Ribeiro?

“Não, isso é coisa interna. Não tem nenhuma viagem marcada, nada. O grupo está muito bom, muito forte. A gente está fazendo um ajuste ou outro. Não dá ainda para anunciar porque tem que assinar e tudo. Até por essa suspensão revoltante do Felipe Melo, mas vimos o Jean indo bem no meio, ali. Então, a gente, com calma, vai fazendo, mas a gente está tranquilo. Não tem muita coisa, a não ser se tiver uma oportunidade em algum lugar”.

O Mayke foi contratado por que ele foi bem no Cruzeiro?

“Mayke é um excelente jogador. Em 2013, tive a felicidade, ele era júnior e eu pedi para subí-lo, mais uns três, quatro. Conheço bem o potencial dele, aliás todo o Brasil conhece o potencial dele. Mayke vinha jogando de titular. As pessoas, as vezes, se assustam um pouquinho. Pô, outra troca com o Cruzeiro, mas eu acho que a gente está no lucro. Willian está muito bem, outro que chegou, estaria questionado entre aspas. A gente sabe que o jogador, as vezes, vem e encaixa, as vezes é ótimo jogador e não encaixa no clube. A gente tem a confiança de estar fazendo o que é correto no momento. O Palmeiras, em menos de 24 horas, depois de uma suspensão do Felipe, agiu rápido. Já arrumou uma situação juntamente com o treinador, claro, de ter uma possibilidade de arrumar isso aí, sem muito barulho. Mayke vem, primeiro é um homem muito legal, conheço bem a família dele, uma confiança completa. O torcedor palmeirense vai ter um leão ali para treinar e jogar. Tenho certeza, com muita confiança, ele vai entrar em forma e ajudar muito o Palmeiras”.

A punição do Felipe Melo revoltou mais por que foi maior do que os jogadores do Peñarol?

“Não tem nada a ver com o Peñarol. O problema é do Peñarol. Revoltante é a falta de critério porque está muito claro nas imagens que não foi o Felipe que buscou aquilo, o Felipe teve que se defender. Se o Felipe tivesse feito alguma coisa contrária disso, a maior punição seria interna. Nós estamos apoiando ele, junto com ele nessa aí. Está revoltante, acho que o presidente já falou bastante sobre isso. Nós confiamos no nosso departamento jurídico, no presidente novo da Conmebol. Acho que é um aprendizado para todo mundo. Já disse alguns dias atrás. Perguntam como que funciona lá? A gente não sabe e eles olham para aquele ali e ah, vamos dar tanto para esse cara. Não sei porquê. Não tem julgamento. A gente se defende por email. Então, a gente confia que o presidente novo, uma pessoa que parece ser bastante honesta, boa, quer fazer o correto. A gente confia que eles vão repensar sobre isso aí”.

Lateral Maxwell e volante chileno Aránguiz estão sendo contratados?

“Não. Eu já falei que é situação interna. Posso te dizer que o Palmeiras não está em negociação com nenhum jogador, nesse momento. Zero. Nenhum jogador, nem pensando”.

O zagueiro Juninho chega do Coritiba para assinar contrato por cinco anos. O lateral Mayke terá compromisso até dezembro de 2018. Rafael Marques foi para o Cruzeiro e Alecssandro seguiu para o Coritiba.

 


Palmeiras renova contratos de Mattos e Zé Roberto
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

O Palmeiras renovou os contratos de Alexandre Mattos e Zé Roberto.

O dirigente acertou sua permanência por mais dois anos. Zé Roberto ficará mais um ano no Verdão. O jogador completará 43 anos em julho de 2017.

A negociação de Mattos, que ganhará um aumento salarial no novo contrato fechado, sempre foi tida como prioridade no Palmeiras. Conforme antecipado pelo UOL Esporte, as conversas estavam perto de um desfecho positivo para as duas partes.

Com o acerto feito com o dirigente, agora a diretoria palmeirense irá focar suas atenções nas tratativas para a contratação do substituto de Cuca no comando técnico.

O nome de Eduardo Baptista já está bem encaminhado e Mattos será o responsável para finalizar a proposta ao técnico, que deve assinar até dezembro de 2018. Baptista se despediu da Ponte Preta antes mesmo da última rodada do Campeonato Brasileiro.

 


Mattos escolhe Eduardo Baptista. Técnico busca liberação da Ponte Preta
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

Alexandre Mattos recebeu carta branca do presidente Maurício Galiotte e escolheu Eduardo Baptista como novo técnico do Palmeiras. Entre Palmeiras e o treinador está tudo acertado para um contrato até dezembro de 2018.  Falta Eduardo definir sua saída da Ponte Preta, acertando ou não o valor de uma multa rescisória. O Palmeiras não pagará nada.

Mattos está apalavrado com Maurício para uma renovação de contrato com o Palmeiras por mais um ou dois anos, mas ainda não assinou.

Eduardo Baptista está com 46 anos e treinou Sport e Fluminense. Chegou à Ponte Preta no início do Brasileiro deste ano. A Ponte Preta já está sondando técnicos no mercado. Marcelo Cabo, campeão da Série B pelo Atlético-GO, e Sérgio Soares, ex-Ceará, foram comentados.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>