Blog do Praetzel

Arquivo : Jailson

O dia em que Dorival Jr. indicou Jaílson para o Palmeiras
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

Jaílson é o goleiro titular do Palmeiras e ganhou a posição com trabalho e merecimento. Aos 36 anos, comemora o fato de ser reconhecido, depois de tanto tempo de carreira. Para quem não lembra, Jaílson chegou ao Palmeiras por indicação de Dorival Jr., técnico do Verdão em 2014, e hoje comandando o São Paulo. No dia 02 de outubro daquele ano, o site oficial do Palmeiras informava a contratação de Jaílson, com contrato até maio de 2015. O blog conversou com Dorival Jr. sobre aquele momento.

“O Prass estava machucado. Ele vinha de lesões e eu estava vendo que a gente precisava de um goleiro com um pouco mais de experiência e vivência. Nós fomos atrás de dois ou três nomes, entre eles, o Jaílson. Acabou dando certo com o Jaílson. Quando ele chegou e se apresentou, o Prass, surpreendentemente, teve uma recuperação rápida e acabou voltando. Não deu tempo do Jaílson fazer sua estreia. Esse processo demorou uns 20, 30 dias, e deu tempo para a recuperação do Prass. Mas fico feliz que o Jaílson esteja vivendo um momento importantíssimo, muito bom para ele”, afirmou Dorival Jr.

Dorival nunca tinha trabalhado com Jaílson e relembra quando o goleiro lhe chamou a atenção. “Tinha visto alguns jogos pelo Ceará, mas ele fechou o gol mesmo pelo Guaratinguetá contra a Portuguesa, acredito. Também já tinha visto pelo Juventude. Jaílson foi um exemplo de vários jogadores desconhecidos que têm qualidades, mas não conseguem oportunidades”, ressaltou.

No final de 2016, Jaílson renovou contrato até dezembro de 2018. Chamado de “Jailsão da Massa” pela torcida, o goleiro completou 500 dias sem derrotas pela equipe.

Dorival Jr. comandou o Palmeiras de 03 de setembro até 08 de dezembro de 2014. Comandou o time em 20 partidas com seis vitórias. Na última rodada do Brasileiro, o Palmeiras escapou do rebaixamento para a Série B.

 


Jaílson é o momento. Prass, a história. Weverton, o futuro
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

O Palmeiras contratou Weverton e para muitos, inclusive eu, não precisava. Os argumentos eram no sentido de que o grupo já tinha dois goleiros muito bons e poderia ter uma terceira opção com um nome da base. O clube pagou R$ 2 milhões para tê-lo antes do término do contrato, em maio.

Weverton chegou com expectativas de titularidade, conforme afirmou, após a vitória do time sobre o Red Bull. Alegou que tinha ganho a medalha de ouro olímpica, em 2016. Mas sua projeção não se confirmou. Roger Machado definiu que Weverton é o terceiro goleiro. Jaílson é o titular e Prass, o primeiro reserva.

Achei Roger coerente. Weverton é bom, mas não acho superior aos outros dois. Assinou por cinco anos e terá carreira mais longa em relação a Prass e Jaílson, com acordos se encerrando em dezembro. Prass irá deixar o futebol. Jaílson ainda não sabemos, mesmo que ele tenha sofrido com problemas clínicos e físicos.

No Praetzel FC, jogaria Prass. Gosto muito dele e acredito que tem condições e técnica suficientes para se manter em alto nível, mesmo próximo dos 40 anos.

Agora, não posso fechar os olhos para o que Jaílson vem fazendo. Está pegando muito. Seguro e firme. Tranquiliza e passa muita confiança aos companheiros. E tem um retrospecto impressionante de ter perdido pouquíssimas partidas como titular. Então, por justiça e trabalho, Jaílson merece ser o dono da posição.

O Palmeiras está bem servido. Jaílson é o momento. Prass, a história e o respeito. Weverton, o futuro. E Weverton precisa entender isso.


Wéverton terá que superar rejeição de torcedores e disputa forte no Verdão
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

O Palmeiras tem tudo encaminhado para contratar Wéverton, goleiro do Atlético-PR. O jogador encerra seu compromisso com o Furacão, em maio, mas as diretorias estão buscando um entendimento para ele ser liberado em janeiro. Wéverton fará 30 anos em dezembro e disputou 299 partidas pelo Atlético, desde 2012. Suas atuações o levaram a ser convocado para a Seleção Brasileira do técnico Tite.

Wéverton terá a forte concorrência de Jaílson e Fernando Prass, com renovação de contrato apalavrada para 2018. Além disso, vai enfrentar a pressão diária de grande parte da torcida palmeirense, contrária a sua contratação pelo clube. Basta você escrever algum comentário sobre a chegada de Wéverton e as críticas surgem a cada minuto nas redes sociais. Qualquer falha de Wéverton, recentemente, não foi perdoada e o goleiro foi xingado de frangueiro, mão de alface e outros adjetivos piores.

Particularmente, acho Wéverton um bom goleiro. Foi titular na conquista da medalha de ouro pela Seleção Olímpica e teve rendimento interessante até o final do ano passado. Depois, quando não foi mais chamado por Tite, as falhas apareceram com mais frequência. Vejo Wéverton com nível igual a Prass e Jaílson, mas sem nenhuma garantia de titularidade. Se eu fosse o técnico, seguiria com Prass como dono da camisa um, começando a próxima temporada.


Cuca define Jailson como novo goleiro titular do Palmeiras
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

Jailson é o novo titular do gol do Palmeiras. O blog apurou que o técnico Cuca determinou esta situação e dará sequência ao goleiro. Jaílson está mantido contra o Sport, domingo, na Arena Pernambuco, depois de voltar ao time no empate de 2 a 2 com o Flamengo, na última quarta-feira, quando defendeu um pênalti.

Em 20 jogos da Série A do Brasileiro, Jailson não perdeu nenhum, quando foi escalado na formação principal. Desde 2014, tem 29 partidas disputadas. Ele tem contrato com o Verdão, até dezembro de 2018.

Fernando Prass perdeu a posição e ainda não renovou seu compromisso com o clube, válido até o final do ano. Prass já pode assinar um pré-contrato com qualquer equipe. Ele afirma que ainda não recebeu nenhum contato da diretoria para iniciar qualquer negociação. Atualmente, Prass é representado pelo empresário Giusepe Dioguardi, o mesmo de Paulo Henrique Ganso.

Prass chegou ao Palmeiras, em 2013. Fez 237 jogos pela equipe.


Palmeiras renova contrato com Jailson
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

Cesar Greco/Fotoarena

Cesar Greco/Fotoarena

O goleiro Jailson renovou contrato com o Palmeiras. O jogador acertou sua permanência por mais uma temporada.

O anúncio oficial será feito após o Campeonato Brasileiro.

Aos 35 anos, Jailson assumiu a titularidade contra o Vitória, na última partida do primeiro turno. Cuca o escalou depois de Vágner falhar diante Botafogo e Chapecoense. Com Jailson no gol em 19 partidas, o Palmeiras não perdeu no Brasileiro. Na derrota para o Santos, o goleiro foi Vinicius Silvestre. Jailson estava suspenso.

Jailson chegou ao Palmeiras em 2014, quando Dorival Jr. era o técnico da equipe. Em 2017, novamente deverá ser alternativa para Fernando Prass, recuperado de lesão.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>