Blog do Praetzel

Arquivo : contratação

Agente explica como contratou zagueiro para o Santos, sem Dorival pedir
Comentários Comente

Alexandre Praetzel

A contratação do zagueiro Noguera sempre foi cercada de polêmica no Santos. O técnico Dorival Jr. não pediu o jogador, mas ele desembarcou no clube, vindo do Banfield, da Argentina, em 2016. O negócio foi intermediado pelo empresário Luiz Taveira, homem de confiança do presidente santista Modesto Roma Jr.

O blog recebeu um áudio onde Taveira explica a um diretor do Santos como ficou sabendo das qualidades do argentino, nas ruas de Buenos Aires, e por isso, indicou a contratação do atleta.

Abaixo, a transcrição do áudio do empresário, autorizada pelo próprio Taveira.

“A situação era para contratar o Óliver Benitez do Gimnasia Esgrima, zagueiro canhoto. Cheguei na Argentina, falei com os dirigentes, pediram US$ 2 milhões. Fiquei mais dois dias na Argentina e fui almoçar com o jogador em Puerto Madero, num restaurante lá.

Entrei com o jogador, tinha bastante gente, já achei estranho, ninguém conheceu o jogador. Aí, dei um tempo, sentado, levantei, falei com um garçom. “Você conhece esse jogador?” Ele falou: “não, não conheço.” “É o Óliver Benitez do Gimnasia Esgrima.” Ele falou: “Não, não conheço não.” “E qual zagueiro bom que tem aí?” Aí o cara pegou e me falou. Tem fulano, ciclano e tem o menino do Banfield, o Noguera, que inclusive tinha sido indicado para o Santos, pelo procurador do Ricardo Oliveira, o Augusto Castro. Depois, deu a maior confusão entre eu e ele. O cara falou o fulano, ciclano e o Noguera, que a gente acha muito bom jogador e tem algumas propostas, mas está brigado com o Banfield. Isso foi uma vez. Bom, conclusão do negócio. Fui para a Argentina cinco vezes. Em todas as vezes, eu chegava e perguntava dos zagueiros para taxistas, jornaleiros, e todo mundo falava do Noguera. Daí, fui ver dois coletivos dele. Ele estava treinando à parte, mas fazia os coletivos e achei ele seguro. firme, futebol argentino é diferente do nosso, é mais pegado. Falei: “olha, esse zagueiro é bom, entendeu? E muito mais barato que o Benitez.”

Na realidade, não houve um comunicado direto ao Dorival, essa é a realidade. Comuniquei ao Dagoberto (diretor executivo do Santos). Numa das reuniões, o Conforti (César Conforti, vice-presidente do Santos) estava junto. Então, depois de cinco vezes, dois meses indo para a Argentina, optou-se por fazer a contratação do Noguera, passaporte europeu, 23 anos, 1,93m, um jogador de boa estatura. Aí, comecei a perguntar mais do Óliver Benitez e ninguém recomendou. Mas todo mundo falava um nome do zagueiro do Boca, de um zagueiro do Estudiantes e o nome do Noguera. Então, foi assim, vi dois coletivos, gostei e indiquei. Falei: “olha, é mais barato, porque é com ele que tem que acertar e tem passaporte europeu.” Eu acho que pode dar certo, mas na realidade não foi um pedido do treinador. Levei até uma bronca do treinador por causa disso, mas eu tinha comunicado a diretoria, a presidência, e no fim, ele está aí. Mas vou me encarregar, vou levar ele para a Europa, nessa janela do meio do ano, se Deus quiser, e o Santos vai ter lucro com ele”.

Taveira pediu para publicar uma nota, a respeito do assunto, contendo sua opinião sobre a polêmica contratação. O texto está abaixo.

“Após tantas ligações de repórteres sobre o áudio referente ao Noguera, estou esclarecendo à imprensa, pois este áudio chegou através dos grupos de Whatsapps de pessoas do Santos FC. Inclusive, vou participar de alguns programas para realmente esclarecer que um garçom, um motorista de táxi, um porteiro de hotel, um jornaleiro, são pessoas que para alguns santistas não entendem de futebol, que não podem dar palpites em futebol porque são pessoas à margem da sociedade e que suas opiniões não são válidas no quesito futebol, pois são anômalos nesta questão, que infelizmente para alguns santistas dos grupos de Whatsapps ligados à política, os comparam a pessoas sem entendimento do esporte. E que como garçons, motoristas, porteiros, eles devem se ater a suas profissões e não darem palpites sobre jogadores, pois com isto viram párias da sociedade. É isto que já estou falando e é isto que estou vendo em pessoas covardes que não têm coragem de darem as caras e falarem. Fui eu e eu acho isso mesmo. São moscas varejeiras e hienas travestidas de santistas”.

Noguera chegou ao Santos em maio de 2016. Disputou apenas nove jogos e marcou dois gols.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>